IP Casa de Oração - Rua Moreira Neto, 283 - Guaianases - São Paulo

quarta-feira, março 18, 2009

Algumas apostas devem ser levadas a sério - PROUNI e prós e contras


Copiei esta mensagem enviada por um dos grupos dos quais participo...

Bem, na verdade me inscrevo e fico só recebendo seus e-mails, já que para mim, as vezes fica difícil acompanhar as discussões.

No entanto, como diz a nova campanha do PMDB, nós, do 3º Setor devemos ser a favor do povo, mesmo que, as vezes, para isto, ficamos a favor de políticos que em outras situações nos fazem ficar até doente.

Pensando nisto, copio esta mensagem, lembrando aos amigos, leitores e até, inimigos, que acredito no ProUni e creio que esta é uma das idéias que devem ser continuadas, não importando quem venha administrar esta casa maluca chamada Brasil.

Leiam aqui ou vá até o blog do Chicão que sempre posta coisas boas...


Vale a pena investir nos brasileiros mais pobres
http://chicaodoispassos.blogspot.com/


O Brasil sempre investiu nos brasileiros mais ricos. Notadamente, o ensino superior público sempre foi um reduto das classes média alta e classe alta. Estas pessoas pagam impostos e também tem direitos, não sou contra a terem o ensino gratuíto.

Com o aumento do investimento nas classes mais pobres surgem todo tipo de discurso contra. Vira polêmica.

No Brasil uma mulher pagar 500 reais numa consulta no dermatologista e depois descontar do Imposto de renda NÃO É POLÊMICO.

Polêmico é o PROUNI, que garante possibilidade de estudos para centenas de milhares de pessoas.

O programa me enche de alegria. A maior parte dos beneficiários agarra a oportunidade com "unhas e dentes". Outros desperdiçam... o que é uma pena.

A maioria aproveita a oportunidade que vai mundar as suas vidas.

Vale a pena investir nos brasileiros mais humildes. É assim que se constrói uma sociedade mais justa e fraterna (e com menos violência).

Leia o texto abaixo:
Bolsistas do Pro-uni transformam ensino Superior
O desempenho desses estudantes ajuda a qualificar as faculdades em que eles estudam.

Agência Estado

A secretária do Ensino Superior do Ministério da Educação (MEC) Paula Dallari, afirmou que o bolsistas do Programa Universidade para Todos (Prouni) ajudam a elevar a qualidade dos cursos universitários do país. Em entrevista concedida à Agência Brasil, ela disse que estudos feitos por meio do Exame Nacional de Desempenho do Estudante (Enade) demonstram que o desempenho desses estudantes ajuda a qualificar as faculdades em que eles estudam.

"Como o Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] é critério obrigatório de ingresso no Prouni e eles têm que ter uma pontuação elevada, os bolsistas já entram qualificando os cursos", disse ela.

De acordo com Dallari, reitores de universidades que aderiram ao programa relatam que os alunos bolsistas mudam a dinâmica da universidade: eles usam mais as bibliotecas assim como aproveitam mais o que a universidade oferece aos seus estudantes. "Hoje, se você compara a média dos alunos do Prouni e dos alunos fora do Prouni no Enade, os alunos do Prouni são melhores", disse.

"Você tem que ter 75% de aproveitamento para manter a bolsa", complementou a bolsista recém-formada, Camila Correia dos Santos, 25 anos, citando um dos motivos do empenho. "Se você não se esforçar, perde."

Os levantamentos realizados com os estudantes revelam que a dedicação dos bolsistas ao estudos é maior justamente pela importância do Ensino Superior para eles. A pesquisa realizada pela doutoranda em Educação Fabiana Costa com alunos da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) mostra que, 93,7% dos bolsistas do programa são os primeiros membros de suas famílias a cursar uma faculdade, enquanto só 33% dos não-bolsistas estão nesta situação.

Segundo o estudo, 12,8% dos pais dos bolsistas não concluem sequer o Ensino Fundamental e 51,1% só estudaram até a 4ª série. Já entre os não bolsistas, 0,4% dos pais não concluiram o Ensino Fundamental e 4,2% deixaram a escola depois após concluí-lo.

Já quanto a renda dos estudantes, 31,7% dos bolsistas têm renda familiar de até três salário mínimos, enquanto só 6,7% dos não-bolsistas estão nesta condição. Já entre os que têm renda familiar superior a dez salários mínimos, os bolsistas são 20% enquanto os não-bolsistas, 67,9%.

Só 26,2% dos bolsistas do programa não trabalham e 12,3% são o principal mantenedor de sua família. Entre os não bolsistas, 46,9% não trabalham e 1,9% sustentam a família.


BLOG DO CHICÃO
http://chicaodoispassos.blogspot.com/




Receba as mensagens do Blog do Chicão diretamente no seu email.

Se associe ao grupo de notícias do Chicão,
é só mandar um email para:
noticias_chicao-subscribe@yahoogrupos.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo sempre aqui.Aproveite que veio e visitou e faça uma blogueira feliz:Comente!


De acordo com a Justiça o autor do blog não está livre de uma eventual responsabilidade civil ou mesmo criminal por causa de comentários deixados por leitores. Portanto faremos o controle dos comentários aqui expostos.

A Constituição Federal garante a livre manifestação do pensamento, mas veda expressamente o anonimato (art.5º, IV), por isso comentários anônimos não serão mais permitidos!
Sem contar que comentários que difamem o autor, o Blog ou o personagem descrito na matéria serão proíbidos!

Agregadores

Medite!

Algumas Canções Cristãs - Homens

Ferramentas para Blog

Dessander, o amigo

Loading...

Outras Postagens

Gióa Júnior

Aproveita e leia mais sobre Miriam Makeba

MIRIAM MAKEBA - UMA HOMENAGEM PÓSTUMA
Gostaria de fazer aqui uma homenagem a uma das mulheres que mais admirei nesta vida - Miriam Makeba. Desde criança me deleitava com suas músicas, elas nunca tocaram meu corpo, sempre tocaram minha alma.
hmais aqui
http://www.amigosdosabor.blogspot.com/