IP Casa de Oração - Rua Moreira Neto, 283 - Guaianases - São Paulo

sábado, dezembro 03, 2005

Alguns poemas... Gióia Junior e Fernando Pessoa




Está aqui:http://www.secrel.com.br/jpoesia/gioia.html
As fotos eu peguei aqui:www.gioiajunior.da.ru

Fica, Senhor, comigo!
Ouça o poema na voz de Gioia Junior aqui
Fica, Senhor, comigo!
( Você será encaminhado a página onde está o poema,mas valerá a pena!)
Gióia Júnior


Fica, Senhor, comigo; a noite é vasta e fria.
Segura a minha mão, até que chegue o dia.
Em Tua companhia é claro o meu caminho
e eu não quero ficar para sempre sozinho.
Não fosse o Teu cuidado, e eu, por certo, estaria
abatido e infeliz, numa senda de espinho.

Fica, Senhor, comigo; o coração da gente
é fraco e pequenino e bate fortemente
ao ruído menor dos prenúncios fatais,
de procelas cruéis e rudes temporais...
Dá que eu possa sentir, Senhor, eternamente,
amparando meu ser, Teus braços paternais.

Fica, Senhor, comigo; a mocidade passa
como a leve espiral escura de fumaça
e a solidão do velho é triste e sem alento
e plena de incerteza e mau pressentimento.
A Teu lado eu terei consolo na desgraça,
conforto na miséria e paz no sofrimento.

Fica, Senhor, comigo; os meus olhos sem luz
querem também Te ver na Estrada de Emaús
da minha vida, pois só Tu és meu abrigo,
meu amigo melhor, meu verdadeiro amigo.
Por isso é que Te peço, ó bendito Jesus,
eu não quero estar só. Fica, Senhor, comigo!


A Oração da Maçaneta
Não há mais bela música
Que o ruído da maçaneta da porta
Quando meu filho volta para a casa.
Volta da rua, da vasta noite, da madrugada de estranhas vozes

E o ruído da maçaneta
E o gemer do trinco
O bater da porta que novamente se fecha
O tilintar inconfundível do molho de chaves
são um doce acalanto, uma suave cantiga de ninar.
Só assim fecho os olhos
Posso afinal dormir e descansar.
Oh! A longa espera,

A negra ausência
As historias de acidentes e assaltos
Que só a noite como ninguém sabe contar!
Oh! Os presságios e pesadelos,
O eco dos passos na calçada
A voz dos bêbados na rua
E o longo apito do guarda
Medindo a madrugada,
E os cães, uivando na distância
E o grito lancinante da ambulância!
E o coração descompassado a pressentir

E a martelar
Na arritmia do relógio do meu quarto
Esquadrinhando a noite e seus mistérios.
Nisso, na sala que se cala,

estala a gargalhada jovem
da maçaneta que canta
a festiva cantiga do retorno.

E a sua voz engole a noite imensa
Como todos os ruídos secundários.
-Oh! Os címbalos do trinco
e os clarins da porta que se escancara
e os guizos das muitas chaves que se abraçam
e os festival dos passos que se ganham a escada!
Nem as vozes da orquestra
E o tilintar de copos
E a mansa canção da chuva no telhado
Podem sequer se comparar
Ao som da maçaneta que sorri
Quando meu filho volta.
Que ele retorne sempre são e salvo

Marinheiro depois da tempestade
A sorrir e cantar.
E que na porta a maçaneta cante
A festiva canção do seu retorno
Que soa pra mim
Como suave cantiga de ninar.
Só assim só assim meu coração se aquieta

Posso afinal dormir e descansar.

Amo frequentar sebos, hoje mesmo passei por um próximo da Sede da EDUCAFRO ( tive 3 reuniões por lá hoje ).Em junho pp., ía eu andando para a outra ONG onde prestava serviço enuma banca repousava empoeirado uma Antologia de Gióia Junior, fiz cara de poucos amigos e perguntei o preço de tudo, depois o do Livro que queria, sai de lá com meu Livro e um desconto magnífico.Tenho me divertido muito desde então.

E Ricardo Reis

Odes deRicardo Reis

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.
Suave é viver só.


Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.
Vê de longe a vida.

Nunca a interrogues.
Ela nada podeDizer-te.
A resposta

Está além dos deuses.
Mas serenamente

Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.

Ricardo Reis, 1-7-1916

Elisabeth Lorena Alves

9 comentários:

  1. Anônimo10:28 PM

    Meu nome é Edson Miranda dos Santos.
    Meu E-mail é: edsonmiranda9460@yahoo.com.br ou
    edsonmiranda9460@hotmail.com. Tenho pesquisado muito e não tenho conseguido a poesia - Para a glória de Deus de Gioia JR. que para mim é a mais bonita de todas as que ele escreveu.
    Parabéns pelo seu trabalh. Que De abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Elizabeth Lorena,gostaria de parabenizá-la,pois seu blog é realmente uma bênção...Saiba que esta noite foi para mim diferente das demais,pude ler a pérola que são os poemas do saudoso Gioia Jr.Ah como gostaria de tê-los todos gravados em um cd.Deus te abençõe.Meu e-mail é auryneide.alves@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. Dilma Tavares9:33 PM

    Lorena, preciso urgente da poesia Oh rosto ensanguentado de gióia jr, para domingo 03/04/10, por favor me ajude, pro email:dilmatavares56@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Anônimo11:09 PM

    como faço p/ter poesias de gioia junior em um cd por favor entre em contato e-(mail:ivandsouza_40@yahoo.com )muito obrigado

    ResponderExcluir
  5. lia Rodrigues6:16 PM

    AMO OS POEMAS DE GIÓIA JUNIOR, MÁS TAMBÉM PESQUISEI SOBRE A POESIA "PARA GLORIA DE DEUS E NÃO ENCONTREI; HÁ ANOS ATRÁS A DECLAMEI E MUITOS SE EMOCIONARAM.

    ResponderExcluir
  6. foi uma grande surpresa reencontrar as poesias do nosso inesquecível gióia júnior .fiquei emocionado'e com muitas saudades da sua marcante presença em nosso meio.Ate hoje ainda declamo nas rodas de amigos ,o seu poema intitulado o Éco. O seu trabalho poético divulgado na época através da mídia escrita e televisionada exerceu uma influencia decisiva na minha geração .
    A minha sugestão é que procuremos relembrar a obra deste tão inspirado poeta paulista.
    obrigado pelo espaço José de lima Daniel,poeta autor do livro 'o grito do urutago- a educação pela pedra angular.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um prazer ter a Leitura de tão nobre pessoa em meu humilde espaço. Prazer também saber que és fã da obra do maravilhoso Gióia Junior.
      Volte sempre.

      Excluir
  7. Boa noite, Elisabeth.

    Ouvi, há muitos anos, um lindo poema do Gióia Júnior sobre o cego de Jericó. O poema começava assim:

    Na estrada de Jericó, às margens do caminho,
    Costumava sentar-se, esmolando sozinho,
    O cego Bartimeu...

    Você conhece esse poema e pode disponibilizá-lo?

    Obrigado

    Custodio Lopes

    ResponderExcluir
  8. Boa noite, Elisabeth.

    Ouvi, há muitos anos, um lindo poema do Gióia Júnior sobre o cego de Jericó. O poema começava assim:

    Na estrada de Jericó, às margens do caminho,
    Costumava sentar-se, esmolando sozinho,
    O cego Bartimeu...

    Você conhece esse poema e pode disponibilizá-lo?

    Obrigado

    Custodio Lopes

    ResponderExcluir

Seja bem vindo sempre aqui.Aproveite que veio e visitou e faça uma blogueira feliz:Comente!


De acordo com a Justiça o autor do blog não está livre de uma eventual responsabilidade civil ou mesmo criminal por causa de comentários deixados por leitores. Portanto faremos o controle dos comentários aqui expostos.

A Constituição Federal garante a livre manifestação do pensamento, mas veda expressamente o anonimato (art.5º, IV), por isso comentários anônimos não serão mais permitidos!
Sem contar que comentários que difamem o autor, o Blog ou o personagem descrito na matéria serão proíbidos!

Agregadores

Medite!

Algumas Canções Cristãs - Homens

Ferramentas para Blog

Dessander, o amigo

Loading...

Outras Postagens

Gióa Júnior

Aproveita e leia mais sobre Miriam Makeba

MIRIAM MAKEBA - UMA HOMENAGEM PÓSTUMA
Gostaria de fazer aqui uma homenagem a uma das mulheres que mais admirei nesta vida - Miriam Makeba. Desde criança me deleitava com suas músicas, elas nunca tocaram meu corpo, sempre tocaram minha alma.
hmais aqui
http://www.amigosdosabor.blogspot.com/