IP Casa de Oração - Rua Moreira Neto, 283 - Guaianases - São Paulo

segunda-feira, abril 12, 2010

Sobre as chuvas e suas consequências no Rio de Janeiro - Lima Barreto



Quando se fala em inundações no Rio de Janeiro, em São Paulo e outras cidades, logo s epensa que é um problema novo, que atinge estas cidades apenas em nossos dias, mas observando a História e lendo os jornais antigos vemos que o problema é mais antigo que tudo o que se conhece em matéria de Engenharia, Urbanização e Civilização.
Leia a reportagem de Lima Barreto, datada de 19/01/1915

Com a Palavra, Lima Barreto
As enchentes

De Lima Barreto publicado no jornal Correio da Noite, Rio, 19-1-1915.

As chuvaradas de verão, quase todos os anos, causam no nosso Rio de Janeiro,
inundações desastrosas. Além da suspensão total do tráfego, com uma
prejudicial interrupção das comunicações entre os vários pontos da cidade,
essas inundações causam desastres pessoais lamentáveis, muitas perdas de
haveres e destruição de imóveis.
De há muito que a nossa engenharia municipal se devia ter compenetrado do
dever de evitar tais acidentes urbanos. Uma arte tão ousada e quase tão
perfeita, como é a engenharia, não deve julgar irresolvível tão simples
problema.
O Rio de Janeiro, da avenida, dos squares, dos freios elétricos, não pode
estar à mercê de chuvaradas, mais ou menos violentas, para viver a sua vida
integral.
Como está acontecendo atualmente, ele é função da chuva. Uma vergonha! Não
sei nada de engenharia, mas, pelo que me dizem os entendidos, o problema não
é tão difícil de resolver como parece fazerem constar os engenheiros
municipais, procrastinando a solução da questão.
O Prefeito Passos, que tanto se interessou pelo embelezamento da cidade,
descurou completamente de solucionar esse defeito do nosso Rio. Cidade
cercada de montanhas e entre montanhas, que recebe violentamente grandes
precipitações atmosféricas, o seu principal defeito a vencer era esse
acidente das inundações. Infelizmente, porém, nos preocupamos muito com os
aspectos externos, com as fachadas, e não com o que há de essencial nos
problemas da nossa vida urbana, econômica, financeira e social.
*****************
Falando hoje: Nada a acrescentar, nada de investimento em seres humanos, e os governos a culpar os pobres, que nada mais são do que vítimas de investimentos pouco ortodoxos e que são direcionados em outras direções e soluções apenas paliativas.
Até quando?
Elisabeth Lorena Alves
********************


Na atualidade:


Fala Desabrigados:




O que fazer para ajudar:
Com a Palavra os Escoteiros do Rio de Janeiro

Prezados amigos,

Vocês devem estar cientes por intermédio da mídia da tragédia que abalou a
cidade de Niterói, na região metropolitana do estado do Rio de Janeiro, em
decorrência dos fortes temporais que atingiram o município e provocaram a
queda de morros e deslizamentos de barreiras. De acordo com estimativas da
Defesa Civil, só no município de Niterói já são 3.500 desalojados.

Em meio ao caos e ao estado de calamidade pública, com direito a quedas de
morros, deslizamentos de barreiras e encostas, arrastões e trânsito
desordenado, os escoteiros de Niterói, São Gonçalo e do Rio de Janeiro estão
trabalhando incessantemente deste a noite da catástrofe natural,
segunda-feira, 05 de abril.

Imbuídos do espírito da solidariedade, muitos voluntários de todas
as idades também estão empenhados em auxiliar os mais necessitados.

No site http://www.gesfa.org.br/ estamos publicando notícias cotidianas sobre
como ajudar e onde fazer as doações.

Os escoteiros estão trabalhando em algumas frentes de trabalho:

- nos diversos centros de doação, fazendo a triagem dos alimentos, água,
remédios, roupas e calçados, artigos de cama, mesa e banho, produtos de
higiene e limpeza;

- no Clube Canto do Rio, núcleo principal de arrecadação de donativos da
cidade, em conjunto com a Defesa Civil e Secretarias Municipais de Niterói,
realizando a triagem dessas doações;

- nas comunidades mais afetadas, desenvolvendo ações com a retirada de
moradores de áreas de risco, ajudando nas escavações e fazendo entrega de
donativos,

- nos abrigos, distribuindo doações e entretendo as crianças,

- em visita aos 50 abrigos da cidade, fazendo o levantamento das
necessidades dos desabrigados;

- no principal quartel do 3º Grupamento de Bombeiros de Niterói, na Jansen
de Mello, cozinhando para bombeiros e oficiais para que esses profissionais
possam atender os chamados nas ruas; e também auxiliando no controle da
entrada e saída de ambulâncias,

Muitos escoteiros estão "virados" desde a noite de segunda-feira. Estamos em
rodízio para que possamos ajudar da melhor forma possível, seguindo as
orientações da Defesa Civil e dos bombeiros.

Em um momento de profunda tristeza, o protagonismo dos escoteiros inspira e
motiva a população niteroiense para se engajar nessa ocasião inesperada. O
exemplo dos escoteiros desperta o espírito voluntário e a vocação solidária
dos cidadãos fluminenses.

Infelizmente não podemos fazer esse reporte do andamento das ações
comunitárias para vocês por e-mail no dia-a-dia porque simplesmente não há
tempo a perder. As necessidades dos moradores da cidade são urgentes e a
participação pró-ativa de cada voluntário faz muita diferença nos resultados
positivos que podemos proporcionar aos desabrigados que perderam quase tudo
e se encontram alojados em abrigos improvisados em escolas e igrejas.

Assim como os escoteiros de Niterói, jovens e adultos dos Grupos Escoteiros
de outros municípios do estado também estão preparados para agir. Na cidade
do Rio de Janeiro, a partir deste fim de semana dezenas de Grupos Escoteiros
também vão partir para a ação em prol das vítimas dos fortes temporais que
castigaram o estado nos últimos dias.

No site http://www.gesfa.org.br vocês podem acompanhar diariamente o
andamento das ações empreendidas pelos voluntários de Niterói, com
informações de utilidade pública, fotos novas inseridas com frequência e
relatos dos trabalhos em parceria com o poder público e a sociedade civil.

Neste site, foi publicado ontem um vídeo em que um sênior apresenta como
funciona o núcleo principal de arrecadação de donativos da cidade de Niterói
e explica como os escoteiros estão ajudando no mutirão.

O núcleo central de doação em Niterói fica no Clube Canto do Rio, situado na
rua Visconde do Rio Branco nº 701. Os donativos mais necessários no momento
são roupas intimas limpas para crianças e adultos de ambos os sexos, roupas
de bebê, alimentos para crianças pequenas (aqueles potinhos de papinha e
mocotó), colchonetes e alimentos não perecíveis. Quem quiser ajudar como
voluntário, pode ir ao Clube Canto do Rio.

Peço que fiquem em oração pela população do Rio, em especial os moradores de
Niterói.

Sempre Alerta para Servir o Melhor Possível,

Fernando Lima Barros Chaves (Kobould)

Diretor de Comunicação - 8º/RJ Grupo Escoteiro São Francisco de Assis

http://www.gesfa.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo sempre aqui.Aproveite que veio e visitou e faça uma blogueira feliz:Comente!


De acordo com a Justiça o autor do blog não está livre de uma eventual responsabilidade civil ou mesmo criminal por causa de comentários deixados por leitores. Portanto faremos o controle dos comentários aqui expostos.

A Constituição Federal garante a livre manifestação do pensamento, mas veda expressamente o anonimato (art.5º, IV), por isso comentários anônimos não serão mais permitidos!
Sem contar que comentários que difamem o autor, o Blog ou o personagem descrito na matéria serão proíbidos!

Agregadores

Medite!

Algumas Canções Cristãs - Homens

Ferramentas para Blog

Dessander, o amigo

Loading...

Outras Postagens

Gióa Júnior

Aproveita e leia mais sobre Miriam Makeba

MIRIAM MAKEBA - UMA HOMENAGEM PÓSTUMA
Gostaria de fazer aqui uma homenagem a uma das mulheres que mais admirei nesta vida - Miriam Makeba. Desde criança me deleitava com suas músicas, elas nunca tocaram meu corpo, sempre tocaram minha alma.
hmais aqui
http://www.amigosdosabor.blogspot.com/