IP Casa de Oração - Rua Moreira Neto, 283 - Guaianases - São Paulo

sexta-feira, setembro 05, 2008

Elisabeth em nova versão...


Elisabeth em nova versão, agora de muletas.

O humor - ou falta dele - permanecem o mesmo.
Espero que me perdoem o sumiçi...
Beijos
Elisabeth Lorena

7 comentários:

  1. Bom dia miga querida.....saudades enorme de vc,bom vc ter voltado,senti sua falta...mas agora esta de volta.
    bjão enorme
    suzi

    ResponderExcluir
  2. Elisabeth Alves11:35 AM

    Que maravilha, estava morrendop de saudades de você Suzi.
    Ainda temos aquele espaço nosso para conversar e vê se me liga, responde e escreve. Quem sabe assim, a saudade diminui...
    te amo amiga...

    Elisabeth Lorena

    ResponderExcluir
  3. Amiga ke bom ke respondeu...não me lembro da senha pra entrar no nosso blog,as dominadoras...mas deixe seu telefone,msn,tdo ke tiver..eu te acho rsrsrrsrsrrs...tbm te amo amigaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  4. Elisabeth Alves do Nascimento1:36 PM

    Amiga!
    Nem acreditou quando respondeu de novo.
    Estou ansiosa por notícias suas:
    msn eliselorena@hotmail.com
    Tel (11) 2016-1971 Escritório
    Celular (11) 8830 - 4459
    Quanto ao blog depois que me enviar o seu novo email, afinal aquele seu sempre informa que foi tomar banho...Te envio novo convite e senha.

    Beijos
    Te amo sempre mais...

    Elisabeth Lorena

    ResponderExcluir
  5. Amiga ja te add no novo msn...mas se der errado anota ai.suzipelissari@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Para você minha amiga:

    A PONTE

    "Toda corrente de água desliza entre duas margens.
    Margens que detêm e ordenam.
    Que impedem de invadir os campos.
    Que lhe traçam um caminho.
    Duas margens que permitem essa água formar um todo e realizar sua tarefa: Regar as planícies através das quais desliza.
    E as margens ficam distantes uma da outra...
    Elas, porém, podem unir-se.
    Aproximar-se.
    Fundir-se quase, quando sobre as águas se estende uma ponte.
    Olhando ao longe sente-se a tarefa imensa e ao mesmo tempo agradável, executada pela ponte.
    Como um abraço amigo aproxima duas separações.
    Como um diálogo silencioso faz conversarem duas solidões.
    Como a mão estendida fraterniza dois estranhos.
    Se a ponte pudesse sentir, poderíamos, sem medo, qualificá-la de feliz.
    Feliz por ser capaz de tornar o outro feliz.
    E nunca se colhe maior felicidade do que quando se semeia felicidade.
    A ponte tem, para cada um de nós, um profundo e significativo simbolismo.
    É a lição perene, silenciosa e rica, no dia-a-dia de sua missão:
    De ligar e aproximar.
    De cortar distâncias.
    De eliminar os abismos.
    Diante de uma ponte nos ocorre reflexões que alguém escreveu:
    ‘Em êxtase contemplativo olho a ponte, admiro a ponte, escuto a linguagem da ponte...
    ... Sou forte, terrivelmente forte.
    Resisto a todos e permaneço sempre estática, mas perseverante em meu posto de serviço.
    O segredo de minha força?
    De minha perseverança?
    De minha grandeza?
    Nasci para unir.
    Vivo para unir.
    Sirvo para unir.’"
    Eu queria ser ponte também!
    Para unir a terra aos céus!
    Para unir dois corações...

    Elis

    ResponderExcluir

Seja bem vindo sempre aqui.Aproveite que veio e visitou e faça uma blogueira feliz:Comente!


De acordo com a Justiça o autor do blog não está livre de uma eventual responsabilidade civil ou mesmo criminal por causa de comentários deixados por leitores. Portanto faremos o controle dos comentários aqui expostos.

A Constituição Federal garante a livre manifestação do pensamento, mas veda expressamente o anonimato (art.5º, IV), por isso comentários anônimos não serão mais permitidos!
Sem contar que comentários que difamem o autor, o Blog ou o personagem descrito na matéria serão proíbidos!

Agregadores

Medite!

Algumas Canções Cristãs - Homens

Ferramentas para Blog

Dessander, o amigo

Loading...

Outras Postagens

Gióa Júnior

Aproveita e leia mais sobre Miriam Makeba

MIRIAM MAKEBA - UMA HOMENAGEM PÓSTUMA
Gostaria de fazer aqui uma homenagem a uma das mulheres que mais admirei nesta vida - Miriam Makeba. Desde criança me deleitava com suas músicas, elas nunca tocaram meu corpo, sempre tocaram minha alma.
hmais aqui
http://www.amigosdosabor.blogspot.com/