IP Casa de Oração - Rua Moreira Neto, 283 - Guaianases - São Paulo

domingo, abril 10, 2005

Seminário - O que é, para que é e como faz - Prof Elisabeth Lorena CIJ


O que é um Seminário

Papo de Professor e Aluno


O presente Artigo, texto da Internet, elaborado por mim para que a classe entendesse uma Dinâmica de Trabalho em Grupo, trata do Seminário como Aula de Atividade Intuitiva.

Visa ajudar os alunos entenderem que alguns professores não usam deste Método Pedagógico apenas para fazer o aluno dar a aula que ele não está disposto a executar, como pensam e dizem a maioria dos alunos, mas visa ensiná-los a questionar, a fazer perguntas aos autores e doutrinadores que eles conhecerão durante o Processo de Pesquisa.
A propósito, 
 vale salientar que todo e qualquer material de Áudio e Cinema utilizado é Material de Apoio...
Introdução
Bem, inicio este texto, já lembrando aos alunos do CIJ – Centro Inter Escolar da Juventude -  que esta não é uma prática comum nas maiorias de nossas Aulas. Usamos apenas em Disciplinas cujo o desempenho profissional utilize de fato o trabalho em Equipe (Publicidade e Marketing) e, nas aulas de Cidadania, quando solicitado pelo Conselho Pedagógico desta Instituição.
Seminário – que origina-se do Latim Sêmen = semente, é a oportunidade de criação que um professor ou aluno tem para disseminar sua posição frente o Tema a ser DISCUTIDO. Facilmente relacionável a ideia de nova vida através da fertilização de novas ideias.
Desenvolvimento
§  O que é um Seminário em seu conceito principal?
No Dicionário de Antônio Houaiss, a palavra Seminário aparece como um substantivo masculino e, o significado que nos interessa está localizado do item 5 ao 7, vejamos: 5  -  congresso científico ou cultural, com exposição seguida de debate; 6 -   grupo de estudos em que os estudantes pesquisam e discutem tema específico, e 7 -   aula dada por um grupo de alunos em que há debate acerca da matéria exposta por cada um dos participantes.
§  O que se apresenta em um Seminário?
A turma ou grupo expõe o tema que pesquisou, logo após segue-se o debate e a discussão do conteúdo apresentado.
§  Como se faz a análise de apreensão de conteúdo pela Assistência – alunos ou professores chamados para assistir a apresentação do Trabalho?
Pode-se fazer uma Atividade Didática que crie  as condições para a sua discussão. Se isto não acontece, não é um Seminário, pois não existe interação de quem está assistindo a apresentação. Um seminário não é uma aula expositiva, é uma Atividade Intuitiva.
Claro que um  seminário pode ter formas diversas, porém o objetivo é um só: leitura, análise e interpretação de textos dados sobre apresentação de fenômenos. Mesmo que seja um Seminário da Área de Exatas, deve existir esta Leitura e interpretação do Texto, mesmo sendo este elaborado apenas com gráficos e números. É através do Seminário que a Assistência tem a visão geral de tudo o que lhe é proposto como Matéria de Estudo, afinal é través deste meio também que podem ter uma experiência com dados fatuais que amplie os horizontes.
O que é bom entender sobre esta espécie de apresentação de Trabalho, é que quando um grupo que se propõe a desenvolver um seminário precisa entender passos deve seguir e eles são específico:
·         estabelecer o tema;
·         compreender e explicitar o tema ou problema proposto;
·         elaborar de um plano de investigação específica;
·         realizar pesquisas;
·         determinar um problema a ser trabalhado;
·         definir a origem do problema e da hipótese;
·         definir fontes bibliográficas, observando alguns critérios;
·         documentação e crítica bibliográficas;
·         elaborar de um texto e roteiro didático e interpretativo.

O grupo deve fazer:
ü  expor o assunto. Meios possíveis: exposição oral, quadro-negro, slides, cartazes, filmes etc. Isto para a apresentação da visão global do assunto, mas o aprofundar-se no tema em estudo deve ser feito em sala. A maioria dos professores e entre eles eu, não suportam Seminários onde os participantes ficam parados na Plataforma, sem nada fazer enquanto uma Máquina reproduz sua fala ou a fala de outros. Até por que quando se usa este meio, tem-se 2 resultados negativos: A classe não participa, pois as dúvidas somem entre uma tomada e outro de algo interminável, ou em segunda hipótese, as interferências se fazem no momento, o que pega o grupo desprevenido.
ü  Trazer as referências e contexto, referenciando a personalidade cultural, filosófica e histórica do autor. Isto é o que embasa um bom trabalho
ü  Apresentar os principais conceitos, ideias e doutrinas e os momentos lógicos essenciais do texto , podendo para isto usar outras referências que não a dada pelo professor. Aqui digo que em minha sala isto conta pontos, principalmente quando as fontes pesquisadas ampliam e facilitam a interpretação de um tema.
ü  Algo essencial ao estudo e a execução de um bom Seminário, é apresentar os problemas sugeridos pelo texto e apresentar soluções específicas ao assunto em discussão;
ü  Apresentar Bibliografia especializada e, tendo tempo, durante a exposição do trabalho comentar.
ü  Apresentar as conclusões a que o grupo chegou com o estudo. É aí que um professor avalia a Harmonia. Apresentação esta que pode ser feita por qualquer um dos membros do grupo, mas que existindo um membro específico facilita a exposição, pois com certeza será escolhido o que melhor entendeu o conteúdo exposto.


Há algo inegociável em um Seminário, a sequência do Roteiro, que ;e assim determinado, enquanto Método Pedagógico:
Ø  Introdução ao tema;
Ø  Desenvolvimento; e
Ø  Conclusão

Quando a atividade é sugerida como Matéria de Avaliação – o que particularmente não faço e nem a maioria dos Professores desta Unidade de Educação – os alunos devem viabilizar um Roteiro de Estudo para os demais, usando para isto dados claros e objetivos, facilitando a compreensão do texto.

Conclusão
De forma geral, ao analisarmos que um Seminário é sim uma Aula, fica fácil expor e repetir que trata-se desta atividade não apenas Expositiva, mas essencialmente Intuitiva. Um Seminário precisa gerar nos que o assistem o desejo de conhecer  mais o assunto trabalhado.
Professora Elisabeth Lorena Alves

2 comentários:

  1. Anônimo7:50 PM

    Professora,
    Aqui é a Karinna Teles.
    Lembrei-me hoje que a senhora postou este texto no site da Escola, mas como não tenho mais acesso, por ter saído de lá, resolvi arriscar e procurar aqui.
    E para minha surpresa esta sim e perfeito.
    Lembro da senhora dizendo que não aceitaria nenhuma apresentação apenas com Áudio ou Vídeo, pois nós não éramos Professores de Programa à Distância...
    Saudades de seus 'arranca rabos' foi por causa de sua autoridade e modo sério de ser que acabei ganhando rumo na vida.
    Hoje estou no 4 período de História, na UniCastelo.
    Saudades de ti...
    Me adiciona no Facebook, ainda uso o mesmo e-mail... Outra coisa que aprendi com a senhora.
    Abraços querida Professora

    ResponderExcluir
  2. Poxa Karinna!
    Que bom reencontrá-la!
    Prazer também saber que seus caminhos se abrangeram!
    Sempre acreditei em tua habilidade. Competente em tudo, apesar de nem sempre ter um comportamento desejável, mas amava tuas contribuições, tuas interferências. Como sempre disse, mais aprendi que ensinei no CIJ e EDUCAFRO.
    Quanto ao Facebook, estou bloqueda para pedir amizades. Procure-e lá, ou clique em alguns dos links dos blogs que contribuo e te aceito.
    Abraços a ti e aos teus.
    Professora Elis

    ResponderExcluir

Seja bem vindo sempre aqui.Aproveite que veio e visitou e faça uma blogueira feliz:Comente!


De acordo com a Justiça o autor do blog não está livre de uma eventual responsabilidade civil ou mesmo criminal por causa de comentários deixados por leitores. Portanto faremos o controle dos comentários aqui expostos.

A Constituição Federal garante a livre manifestação do pensamento, mas veda expressamente o anonimato (art.5º, IV), por isso comentários anônimos não serão mais permitidos!
Sem contar que comentários que difamem o autor, o Blog ou o personagem descrito na matéria serão proíbidos!

Agregadores

Medite!

Algumas Canções Cristãs - Homens

Ferramentas para Blog

Dessander, o amigo

Loading...

Outras Postagens

Gióa Júnior

Aproveita e leia mais sobre Miriam Makeba

MIRIAM MAKEBA - UMA HOMENAGEM PÓSTUMA
Gostaria de fazer aqui uma homenagem a uma das mulheres que mais admirei nesta vida - Miriam Makeba. Desde criança me deleitava com suas músicas, elas nunca tocaram meu corpo, sempre tocaram minha alma.
hmais aqui
http://www.amigosdosabor.blogspot.com/